DESIGNERS

Irmãos Campana

“Um dos principais atributos do trabalho dos Irmãos Campana é a inspiração pelas técnicas artesanais tradicionais de diferentes partes do Brasil e ao redor do mundo. Foi precisamente a proximidade com as diferentes realidades que deram o impulso inicial para a criação de uma organização com três principais áreas de trabalho:

Primeiramente, o resgate de técnicas artesanais – que engloba tanto as habilidades artesanais tradicionais em vias de desaparecimento, como os conceitos artísticos e as técnicas desenvolvidos pelos Irmãos Campana. ‘Quando colaboramos com artesãos, nós resgatamos tradições, promovemos um métier e aumentamos a sua auto-estima. Essa troca também nos enriquece como profissionais e traz frescor a nossa produção’, diz Humberto Campana.

Em segundo lugar, o desenvolvimento da inclusão social e da educação como meio de melhorar a vida das pessoas – através da criação de programas educativos de arte e design, juntamente com palestras e exposições do acervo do Instituto, bem como de outras partes. Se o trabalho dos Irmãos Campana levanta uma série de críticas sobre a nossa sociedade atual – industrialização, massificação, desigualdade, o Instituto Campana surge para institucionalizar o universo da dupla e promover projetos que estimulam a intervenção social por meio de uma perspectiva de design. ‘O Instituto foi criado com o propósito de espalhar o nosso universo – olhar e linguagem – através da disseminação de nossa coleção e da promoção de atividades culturais e educacionais. A vida nos tem dado tanto, agora é a nossa vez de retribuir’, conclui Fernando Campana.

Por último, manter e preservar a coleção e memória dos irmãos com o intuito de compartilhar para gerações futuras o conhecimento dos designers nas áreas do design, da arquitetura e das artes.  A guarda e conservação de obras de arte e arquivos dos Campana faz parte dessa área de trabalho. A coleção inclui peças finalizadas, protótipos, matérias-primas, documentos, fotografias e publicações das criações da dupla, além de outros objetos essenciais que contam a história da trajetória desses artistas desde sua estreia em 1983.”

©2016 por Instituto Campana